Villa d’Este

Declarada Património Mundial da UNESCO em 2001, representa uma obra-prima do jardim italiano com uma impressionante concentração de fontes, nenúfares, grutas, jogos de água e música hidráulica. O cardeal Ippolito II d’Este, depois das deceções pela não eleição a pontífice, reavivou aqui os esplendores das cortes de Ferrara, Roma e Fontainebleau e renasceu a magnificência de Villa Adriana. Governador de Tivoli a partir de 1550, imediatamente acariciou a ideia de criar um jardim na encosta da Valle gaudente, mas só depois de 1560 foi esclarecido o programa arquitetónico e iconológico da Villa, idealizado pelo pintor-arqueólogo-arquiteto Pirro Ligorio e realizado pelo arquiteto da corte Alberto Galvani. O palácio foi decorado pelos protagonistas do Maneirismo Romano tardio. A Villa estava quase concluída com a morte de Ippolito d’Este em 1572. As posteriores intervenções no século XVII foram seguidas por um período de decadência, até que o cardeal Gustav Adolf von Hohenlohe recuperou o seu esplendor e também hospedou o músico Ferenc Liszt (1811-1886). Adquirida pelo Estado Italiano, entre os anos vinte e trinta do século XX a Villa foi restaurada e aberta ao público.


Villa d’Este

Piazza Trento, 5 00019 Tivoli (RM)

 

Contactos:

Escritórios e Administração: tel: +39 0774768082

email: va-ve@beniculturali.it